ENERGIA SOLAR TÉRMICA


Sistemas

Como forma de melhor aproveitar a energia que o Sol oferece para aquecer a água de que todos nós precisamos diariamente, existem dois principais tipos de sitemas:

1- Sistema de Circulação Forçada

Este sistema caracteriza-se por possuir uma bomba, movida por um motor eléctrico, que promove a circulação de um fluído de transferência entre o(s) colector (es) e o depósito de acumulação de água quente.

 

                                      

                                    

 

Relativamente ao seu funcionamento:

  • Numa fase inicial, a radiação solar incide sobre o colector solar, criado um efeito semelhante ao efeito de estufa;
  • Seguidamente, o calor resultante desse efeito é transferido para o fluido que circula pela tubagem do colector;
  • Por último, o fluido aquecido circula, em circuito fechado, e transfere o calor, através de uma serpentina do depósito, para a água de consumo.

No sistema de circulação forçada, o depósito é colocado no interior da habitação. É de salientar que a circulação do fluido é gerida por um controlador diferencial e por um grupo de circulação, de acordo com as temperaturas medidas instantaneamente.

Algumas das vantagens deste sistema:

  • Deposito na vertical, o que permite uma maior estratifcação da água, ou seja, a água mais quente encontra-se no topo;
  • Possui mecanismos de protecção "inteligentes";
  • Maior eficiência, regista fracções solares superiores a 90%.

2 - Sistema em termossifão

Os sistemas de termossifão, contrariamente aos de circulação forçada, não necessitam da implementação de um controlador nem de um sistema de circulação de água, isto porque o depósito se encontra na parte superior dos painéis solares e, devido ao efeito de termossifão, a água sobe naturalmente. Este fenómeno deve-se à diferença de densidade entre a água fria que entra no depósito e a água quente aquecida pela radiação solar.

 

                            

Termosifão funcionamento

 

Quanto ao seu funcionamento:

  • Numa fase inicial, a radiação solar incide sobre o colector solar, criado um efeito semelhante ao efeito de estufa;
  • O calor é transferido para o fluido que circula pela tubagem, tornando-se menos denso, e sobe do colector para o depósito, aquecendo posteriormente a água de consumo;
  • Por último, o fluido térmico arrefece e desce para os colectores, renovando-se o ciclo.

Algumas das vantagens deste sistema:
  • Apresenta maior simplicidade, isto porque não necessita de uma bomba auxiliar;
  • O equipamento e toda a instalação são mais económicos.
desenvolvido por aznegocios.pt